27 de ago de 2007

Hoje Eu Vou Sair Horrenda

Esta é a mais nova categoria de pessoas que eu tenho observado ultimamente.
Categoria na qual se enquadram mais mulheres do que homens (não sei por que) e consiste no seguinte: a criatura acorda, abre o armário e procura a combinação mais bizarra que conseguir. A saia mais esquisita com a blusa que veste pior, com a meia velha, o sapato estranho, o gorro (sempre tem gorro) e o óculos mais discutível. Tudo acompanhado do casaco puído do brechó da rua Aspicuelta. Depois de vestir tudo isso ao mesmo tempo ela pega uma bolsa de franja, transa umas bijoux e pronto. Já se sente apta a sair por aí, como se nada estivesse acontecendo. E como se nós, os míseros mortais que usam jeans e camiseta, fôssemos obrigados.
Normalmente o corte de cabelo acompanha a esquisitice. E mesmo debaixo do gorro de crochê a gente vê uns fiapos, uma franja que cobre um dos olhos ou uma mecha colorida que lembra o implante de pena do Roberto Carlos.
Todo mundo tem o direito de se vestir como quiser, mas tudo o que essa espécie quer é causar polêmica mesmo. A idéia só pode ser essa. Parecer uma mendiga com aquela sobreposição de malhas com casaco e cachecol: não tenho onde guardar e uso tudo o que me dão de esmola.
Pessoas da categoria Hoje Eu Vou Sair Horrenda gostam que todo mundo fique olhando para elas da cabeça aos pés, com uma das sobrancelhas levantada ou com horror nos olhos. Normalmente falam alto para que todo mundo também as ouça, caso não tenha reparado no pout-pourri do inferno que nos prepararam. E todas devem ter o pôster autografado da Catifunda na porta do guarda-roupa.

10 comentários:

Luccas@paris.com disse...

Ayyyyy, você voltou!
Viva!
:)

Eu também não gosto das pessoas dessa categoria, acho tão horrível, fala sério, não entendo a necessidade que alguns seres tem de aparecer, chamar atenção! :)

Primeiro a comentar, que honra :)
É que entro aqui todo dia haha

Luciana disse...

Ai tô morrendo de rir!!!

bjs

Anônimo disse...

minina! pra variar concordo contigo e morri de rir mas, vamos conversar, dessa vez veio lá do fundo do estômago, hein?! Boa semana pra você! Espero que encontre mais pessoas divertidas e menos das horrendas. beijos!

3du Mesa disse...

Ah Catifunda...

Thaís disse...

Além do "Hoje eu vou sair horrenda", existe um outro parecido, mas que não é! Que é o Tal do (Que eu uso uma vez por semana pelo menos)
"Tô sem saco hoje e catei a primeira roupa que eu ví".
Sem intenção de chamar atenção, só sem saco mesmo, e o mundo que se exploda!! (Resumindo tpm)

Bjoooo

gera disse...

rs

é uma falta de gatiguria né?

bjus

val disse...

Hey Flavia Rosa Madalena, agora todas as manhã quando acabo de me vestir, me olho no espelho e escuto a sua voz..."Está Horrennnnnda, horrennnnda...."

Será, será???

Alberto Pereira Jr. disse...

acho que as pessoas devem se vestir como se sentem bem.. nao devem ser escravas da moda.. mas tb não dá pra sairem nas ruas como se estivessem andando no quintal de casa né?

ótimo texto.. lendo pude reconhecer algumas pessoas que se vestem igual ou pior ao que foi descrito..

tutti disse...

hahahahahahahaha!! muito bom!!!
acho q ontem eu saí horrenda de casa, mas por pura preguiça. e p/ piorar o cabelo estava do jeito q saí da cama, só amarrei num elástico.
depois do seu texto vou reparar se tem algum olhar de horror quando eu sair horrenda de casa!!

Rubens Guarnieri disse...

Muitas delas fazem compras no Pão de Açucar da Morato Coelho, aqui pertinho de casa... ehehehehehehehe!
Por aqui tem coisa de tudo quanto é tipo, às vezes até assusta.

BjKisses,
LULU