29 de jul de 2009

Diva


História real. Nomes falsos.
Foto meramente ilustrativa (e fofa como esta história).
Jorge é um gentleman.
Vive cercado de amigos, adora recebê-los e faz isso como ninguém.
Capricha nos detalhes, compra flores e velas para decorar a casa, cuida dos comes e bebes de uma maneira impecável.
Uma vez decidiu tudo de última hora e convidou uns 20 amigos para uma festa no sábado à noite.
Como viu que teria que organizar o evento na correria, ligou para Diva,
a diarista que trabalha com ele só nas terças e quintas.
- Diva, vou dar uma festa aqui em casa hoje à noite e queria saber se você pode vir.
Diva responde:
- Vou sim, Seu Jorge. Que horas?
Ele:
- Se você chegar umas 8 da noite está ótimo.
Dito e feito. Às 8h em ponto, Diva chega usando seu melhor vestido, cabelo feito, maquilagem leve. Toda bonita e arrumada para a festa.
Jorge não teve coragem de esclarecer o mal-entendido.

20 de jul de 2009

Inverno do mundo bizarro


Numa segunda-feira chuvosa em que eu tenho que acordar muito cedo, só consigo pensar no pior do inverno.

Roupas com cheiro de naftalina. Coloca seus casacos no sol. Manda lavar. Ou não me abrace.
Sentar na privada e sentir o quentinho da bunda de quem acabou de sair.
Sopa no pão. Não é porque alguém cozinhou umas ervilhas, bateu no liquidificador, jogou dentro de um pão que eu sou obrigada a achar gostoso.
Gente que assoa o nariz do seu lado. Dá um pulinho no banheiro e joga toda essa secreção no lixo. Não na minha orelha, por gentileza.
Festivais de fondue. Eu não desgosto. Mas não me convide se eu tiver que passar pelo constrangimento de ficar disputando com 20 negos a chance de dar uma xoxada num pedaço de pão velho dentro de uma panelinha com um suposto queijo dentro. E não me venha com banana e abacaxi.
Turistas se jogando para São Joaquim na esperança de ver neve.
Neve artificial em Gramado e Canela.
Gramado, Canela e todas as cidades cheias de lojinhas com souvenirs de bonecos de neve que querem ser bacanas no inverno. Especialmente Campos do Jordão.
Gente que pergunta se a sua gripe é a suína.

Foto: http://awkwardfamilyphotos.com

5 de jul de 2009

Fashion Week


Não entenda o que vou escrever aqui como aquelas dicas do Certo e Errado da Moda das revistas femininas. Entenda como um desabafo. Estes são exatamente os comentários que eu faria se eu e você estivéssemos juntos em algum lugar e passasse uma pessoa usando uma dessas tetéias. Papo de mulher. Adoro. Mas pode ignorar solenemente. Brilha.


Jeans demais para ser verdade.
Calça jeans é tudo nesta vida. Todo mundo tem aquela que veste como uma luva. Isso não se discute. Jaqueta jeans ou qualquer outro corte de casaco jeans podem até ser ótimos também. Mas tudo junto, ao mesmo tempo, não dá.

Calça branca.
Você é médica? Você é puta? Então não.

Bota branca / Sapato branco.
Nem a Xuxa usa mais essas barbaridades. Logo você vai usar? Sapato branco não fica bom nem na noiva. Se você não for membro da banda Calypso, evitemos.

Bota pata de elefante.
Qual é a idéia aqui? Eu adoro Mangá e quero me vestir como um? Olha que legal, eu sei me equilibrar em cima de 2 ferros de passar roupa? Se você tem, incinera. Estas botas não são aceitáveis nem como doação. (Não confundir com calça pata de camelo, que eu não preciso nem dizer que não).

Soutien com alça transparente.
Se ninguém avisou, deixa comigo. Quando você usa um desses, aparece. Seu soutien não fica invisível. Todo mundo vê que você está usando um soutien cafona com uma fita durex no ombro ou nas costas. E pior: a alça vai ficando amarela. Além de feio, é nojento.

Lingerie bege.
Funciona como uma placa de neom piscando com os dizeres: Eu não tenho um pingo de auto-estima. É horrível, é como se você estivesse nua sem mamilos. Se você usa, o próximo passo é ter que comprar tamanho extra grande.

Roupa com barriga de fora em coroas enxutas.
As pessoas vivem dizendo que você não aparenta a idade que tem? Você está sarada? Que bom. Genial. Mas tia, devolve já a roupa da sua filha. Todo esse calor só pode ser menopausa.

Sandália romana / gladiadora.
Como é que eu posso dizer que não sem ser grossa?

Bota cowboy.
Tá todo mundo usando. Você achou a Gisele Bündchen linda com uma dessas na revista. Deixa eu explicar uma coisa. Só a Gisele Bündchen fica linda com uma dessas. Nem a irmã gêmea dela conseguiria a mesma proeza. Logo...

Roupa apertada.
Se você tem gordurinhas na cintura, existem mil roupas incríveis que você pode usar e ficar muito bem. Mesmo. Mas se você sofre do mesmo mal dos homens de peruca que acham que ninguém repara que aquilo não é cabelo, você precisa saber que todo mundo vê os seus gominhos e o seu cofre. E não, não é bacana.

Kit rasga-orelha.
Esfriou, né? Cachecol, casaco com golona, brincos grandes. Tudo convivendo em perfeita harmonia. Como isso pode ser possível? A vida é feita de escolhas. Decide aí ou você vai acabar levando uns pontos. Tô avisando.