10/01/2008

O que vale nesta vida é ser feliz

É exatamente isso o que diz Fábio Jr. na música Vinte e Poucos Anos. Provavelmente é isso que já te disseram a faxineira, a tia, o cobrador do ônibus, o locutor da rádio interna do supermercado, logo depois de anunciar o preço da berinjela. Nada mais óbvio. São coisas que, de tanto ouvir, perdem completamente o sentido na vida da gente. Não que a felicidade não seja a meta mas não tem nada que deixamos mais “para depois” do que ser feliz de verdade.
Por vários motivos. Primeiro porque meu pai não é dono de engenho (frase que ouvi outro dia e adotei) e, antes de ser feliz, tenho que ralar muito. Pelo menos parte da minha felicidade se compra, sim senhor. Segundo que, é claro que eu quero ter 2 filhos, um homem pra chamar Dirceu, mas isso bem que pode esperar mais uns anos, que eu ainda tenho muito o que viajar.
Todo mundo arranja motivos para ser feliz mais tarde. Tem gente que chega ao ponto de deixar para a próxima encarnação. Juro que já ouvi isso. E achei triste.
Acontece que, em 2007, a felicidade me deu uma fechada, tirou um fininho de mim. Foi muito rápido, eu vi só de relance, mas chegou tão perto que eu tenho certeza de que sou capaz de reconhecê-la quando a gente se cruzar de novo por aí.
Isso fez um estrago daqueles na minha racionalidade e nos meus movimentos friamente calculados. Quero mudar tudo. Todas as minhas prioridades.
Chegar a esta conclusão agora foi mera coincidência. Mas como comecei com um clichê, vou terminar com outro: em 2008 vou mudar um monte de coisas eu vou ser muito mais feliz.
Foi o que me desejaram minha faxineira, minha tia, o cobrador, o locutor. Todo mundo, menos o Fábio Jr.

7 comentários:

Luciana disse...

Que lindo esse texto! Feliz 2008!

Luccas disse...

Eu sou seu fã, que seu 2008 seja como nas novelas mexicanas... COM UM FIM MUITO FELIZ!

marcia disse...

Ai ai Brilhosa, bem vinda ao clube )
Ai desse 2008 se...

Re disse...

Olha, acredito em 2008.... minha numeróloga falou... 2+0+0+8=10 1+0=1... ano 1... ano bom.... sei lá pq, mas acredito em tudo.... acredito até na crente da perna cabeluda....
bjs e feliz 2008!

Fábio Sênior disse...

Um analista amigo meu falou a mesma coisa

Helena disse...

Boa sorte e muita felicidade para vc!

silnei disse...

Acho que essa reflexão toda tem a ver com a idade - sabe como é, crise dos 30, a "idade da razão" se aproximando...
Beijos, linda.