23 de out de 2006

Fora do ar para troca de equipamentos

Eu não tenho muita dificuldade de acreditar na bondade das pessoas. Até me prove o contrário, todo mundo é gente boa. Só não consigo confiar 100% no caráter de um indivíduo capaz de vender as próprias férias. E pior: vender exatamente para a empresa que te deixou um caco.
Ora, faça-me o favor. Venda o carro, a casa, a câmera digital ou o seu ipod (semana que vem eles vão lançar um melhor do que este que você tem). Pensa bem se você não tem recursos mais dignos de levantar essa grana. Pode fazer as contas que nunca é tanta grana assim. É uma necessidade básica tirar uns dias nem que seja para ficar em casa, vendo a sessão da tarde ou fazendo qualquer outra atividade que te permita dormir durante, se der vontade.
Eu não vendi as minhas como você pode ver pela data do último texto postado. Aproveitei cada minuto e tive várias idéias e ímpetos de escrever textos novos para colocar aqui. Mas daí bateu um soninho e eu resolvi deixar para depois. Desculpa aí para quem reclamou, mas durante as férias só aceito cobrança de hotel e garçon.
Agora vai. Prometo.

Um comentário:

gui disse...

guria, eu te amo!