14 de dez de 2007

Nascida no dia do Especial do Roberto Carlos

29 de dezembro lá é data pra alguém fazer aniversário? Pois eu faço. Há 34 anos. Pô, três dias a mais e eu seria de 74 e não de 73. O que, depois dos 30, todo mundo sabe que é lucro. Mas quando eu era criança era bem mais complicado. Nunca tive festa na escola. Meus amigos sempre estavam viajando. Sorte que eu tenho 28 primos (só por parte de mãe) e, assim, minhas festas atingiam um quórum aceitável. Drama mesmo era o presente: um só, de Natal e aniversário. Achou sacanagem? Então olha essa outra.
Eu não podia me queixar das minhas festas de aniversário porque elas eram, de longe, as mais animadas da minha família. Vinham todos os tios e primos, até os que moravam em outras cidades. Teve um ano que meu pai colocou até barril de chopp para os adultos, mas as crianças podiam beber a espuminha. Politicamente incorreto no último mas divertido, vai... Tinha “foguetório” em minha homenagem e eu lembro que a gente tirava a mesa de centro da frente do sofá e o tapetão virava pista de dança (saiba mais sobre esta questão no post Infância Pobre). Meus tios dançavam até o dia amanhecer. Todo ano era assim. Até que, lá pelos 8 anos, eu percebi que aquela festa toda não era exatamente para mim.
Era Reveillon. Eles me enganavam.
Isso compromete a vida de uma pessoa. Eu sou rebelde porque o mundo quis assim.

10 comentários:

Anônimo disse...

realmente adoro essa história!!
Besos chica

Prima de Caçapava anônima disse...

Bá guria, e nós que te amamos tanto, tchê? Por mim te fazia uma festa por mês, mas tu não vens mais aqui.

Lizi disse...

Apesar de contituir o vasto elenco dos primos (por parte de mãe), nunca tive o privilégio de participar de uma festa do teu aníver. É bucha morar tão longe!!!

Te adoro minha pima maluca! (rsrsrsr)
beijos

Luciana disse...

Bem que vc merecia que os fogos todos fossem só pra vc.

Luka disse...

Nega, impressionante! Vou te dizer uma coisa, você faz um serviço público aqui. Eu tava aqui, triste, amuada com um e-mail de emprego que não deu certo. Tava na certeza que ia passar o resto da noite vendo séries na tv tomando coca-cola. aí resolvi entrar no seu blog, que me foi apresentado por um amigo, e fazia tempo que não lia. Ri muuuuuito! Você escreve bem demais! Um dia desses, se puder, dê uma olhada no meu. Não é tão bom como o seu, mas ficaria contente com a sua opinião.
http://lukaonline.blogspot.com/

marcia disse...

Fláviaaaaaaaaaaaaaaa
Vamos solta "os fógo de artifício"
Um dia te conto essa história )
bjkas

Re disse...

hahahaahah te entendo completamente, faço aniversário 21 de dezembro, sempre nas minhas festas papai noel binha só pra mim... rsrsrsrs descobri que era Natal... Mas sou de 74...rsrsrsr
Feliz aniversário.
bjs Re

~Luc disse...

Huahsuahsaushaus...
Nossa, coitada.
Ainda bem que não sofri desse mal :P

Beijos.

~Luccas, aquele que vem sempre!

Domitila disse...

Morri de rir com o seu texto!!! Estou aqui gravidíssima e o meu filho pode vir a qualquer hora. No seu dia, no dia 30 e até mesmo na virada. Mas só de pensar nesses capricornianos maravilhosos como você, fico feliz em saber que ele vem mesmo em tempos de festa!!!
Mariana, uma desconhecida sua!

Carlos Wilker disse...

eu faço aniversário no carnaval. e isso aqui na bahia...