16 de dez de 2009

Rei


Ele nunca acertou um corte de cabelo na vida. Já implantou uma pena atrás da orelha. Finge que beija e depois joga rosas colombianas cafonérrimas para a mulherada. Tem T.O.C. e é cheio de manias. É perneta. Namorou a Luciana Vendramini. Fez filmes medíocres. Oscilou de “Eu sou terrível” para “Nossa senhora, me dê a mão, cuida do meu coração” sem ninguém entender direito como isso aconteceu. Pede um café para dois. Usa as maiores ombreiras do mundo e tem uma coleção de ternos azul celeste.
Mas ele pode. Pode porque é Rei e rege uma multidão de súditas do sexo feminino, que já viraram o Cabo da Boa Esperança, usam estampas de oncinha e zebra. E balançam suas cabeças de nuvens branquinhas, com alguns tons de lilás ou disfarçadas em outros tons de gosto duvidoso como o próprio Rei costuma pregar. Todas lutando contra a lei da gravidade, exatamente como ele.
Aliás, como ele também costuma dizer pelo menos uma vez por ano na Rede Globo, eu fui obrigada a repetir: Que prazer. Que maravilha estar aqui.
A gravação do especial de fim de ano do Robertão foi ontem. Eu fui, cantei, dancei, berrei, me debulhei chorando quando ele cantou Detalhes (sempre choro ouvindo Detalhes), pirei nas velhinhas que estavam em êxtase. Elas ousaram e gritaram despaupérios como: Coisa de loucoooo! Lindooo! Roberto, eu te amoo.
Como se isso fosse a coisa mais doida que fizeram na vida. Se bobear, foi.
O Rei é foda. Bom demais. Gentil, diz tudo o que aquelas senhorinhas gostariam de ouvir. Paguei muito pau. Gosto de absolutamente tudo das antigas. Ouço muito, tenho CDs, vinis e sei as letras inteirinhas. Programa obrigatório e inesquecível. Estou doida para contar para os meus netos.

Em terra de cantor, quem tem uma perna é rei.

10 comentários:

Roberta disse...

Concordo com tudo e mais um pouco.. as músicas novas são duvidosas, mas sinceramente, qeum não se desmancha inteira ouvindo "Eu te proponho, não dizer nada. Seguirmos juntos a mesma estrada, que continua...Depois do amor no amanhecer"

Renata Miranda Ragagnin disse...

Flavinha, cada vez que entro aqui penso: Tu és brilhante!

marcia disse...

Amiga como não me chama para ir contigo ver o King? Minha calça de oncinha tava pulando do armário afffffffffffff
Saudades de novos textos

Gi disse...

Mandou bem.
Queria tanto ter ido.

bjbj

gera disse...

vc é das minhas

pego um rei todo ano, as you know

este ano tive minha cota

chorei abraçado com uma tia (que nem conhecia)

e sai acreditando que a vida é um lugar legal de se viver, como sempre

Tina Maria da Bahia disse...

Texto fantástico... Adorei !

Renatinha disse...

Flavia, Tb amo o Rei... acho que ele pode ter milhões de coisas para dar errado, mas deu certo, e isso que faz dele o Rei... Um Rei que por anos nos encanta e de geração em geração faz o que quer com nossos corações ao cantar Detalhes... Ou a melhor para mim é "Você foi! O maior dos meus casos. De todos os abraços, o que eu nunca esqueci" lindo, lindo...
ah!!!! E feliz aniversário em breve hein?
beijos
Re

Helena Cortez disse...

Eu já fui num show do Robertão. Foi no Pacaembu, uns quatro anos atrás.

É emocionante! Como poucos shows na vida. A emoção da mulhereda, a gente fica em transe mesmo. Depois disso eu entendi porque rei é rei.

Maria Caroline disse...

Flavia, como sempre vc acertou em cheio! Adoro o Rei, me emociono e ligo nada pra quem me acha brega por isso. Sou fã! E já cheguei à conclusão de que ele tem alma feminina, definitivamente. Homem nenhum consegue dizer exatamente o q a gente quer ouvir como ele faz.
Abraço

Carol do Amenidades

gersonlattuada disse...

ƒlávia, vc nao existe!!!! "que prazer estar aqui!" todos os posts são demais! Puro divertimento com inteligência!