6 de fev de 2008

Canta para subir

Aconteceu outro dia. Por alguns segundos me senti uma atriz de Hollywood, depois entrei em crise.
Encontrei uma amiga acompanhada de uma menina. Quando me viram, minha amiga falou: esta é a Flavia do Bacanérrimo. A menina falou, como se eu fosse muito importante: “Jura? Que legal! Adoro seu blog. Mas reparei que está uma coisa dor-de-cotovelo de uns tempos para cá”.
Se ela estiver lendo agora, quero agradecer. Porque depois de ouvir isso cheguei em casa e fui ler o que eu andava escrevendo ultimamente. E estava tudo ali, estampado.
Nunca quis que este blog fosse um diário, mas um espaço para publicar o que eu penso. Afinal eu penso tanto.
Meu foco sempre foi o comportamento feminino e não o meu comportamento. Mas de uns tempos para cá, ando agindo que nem o Pelé, que fala dele mesmo em terceira pessoa. E são duas pessoas: o Edson e o Pelé. Ando usando o blog para falar coisas da Flavia e não das mulheres como um todo, esta categoria heterogênea, mas unida. Nunca falei tanto de amor, nem de desilusões, nem de coisas complicadas. De fato, tudo isso aconteceu na minha vida. Mas e daí? Ninguém aqui é obrigado e nem eu devo ficar remoendo e publicando meus encontros e desencontros. Por isso, agora que o carnaval passou e que o ano começou oficialmente, chega de lamentações. Vamos falar de coisas que importem para mais alguém além de mim.
É assim que eu gosto de escrever e me sinto mais feliz com o que escrevo. Sempre vai haver uma parte autobiográfica, mas a idéia aqui é generalizar. Do gênero feminino.

9 comentários:

~Luc disse...

Flávia, você é maravilhosa escrevendo sobre você ou sobre as mulheres em geral.
Não importa, das duas formas é ótima!
E eu adorei essa fase depre:P uhashuasuhas, fico triste por você estar assim, mesmo sem te conhecer, queria que estivesse sempre bem, mas isso é impossível né? Quem nunca lamenta a perda de um amor?

Então é isso, como você disse, agora que o ano começa PRA VALER, quero que seja tudo perfeito na sua vida!

Sorte,
do seu fã,
Luccas - RJ.

Flavia Coradini disse...

Não costumo escrever aqui. Mas pode haver coisa mais fofa do que este Luccas? Pronto, nem precisa mais cantar pra subir. Bjs

Fred Perillo disse...

O Luccas (para que servem os dois Cs?) me deu coragem pra escrever. Leitor homem do Bacanérrimo, hum, fiquei sem jeito. Mas concordo com o Luccas com dois Cs. Continue escrevendo sobre você. E sobre as mulheres. E sobre tudo! Quem escreve tão bem não pode é se privar de escrever. Avante!

~Luc disse...

Jesussssss! Dois elogios no mesmo dia! Que emoção^^

@ Flávia:
Super obrigado, eu AMO este lugar^^ Não sei nem o que escrevo para demonstrar o quanto eu fiquei feliz de falar contigoooooo!
^^

@Fred:
Huashuasuassa, eu não sei pra que servem os "C´s", acho que minha mãe colocou só de charme :P
Comente sempre também, é tão bom escrever algo e ver as críticas e tals :)

Gasollina disse...

Perillo, e para que servem os dois Ls nos nossos nomes?

~Luc disse...

Eu seeeei!
Para caso vocês viajarem para algum país que fale espanhol, eles chamarem você de maneira diferente^^

Eu sei porque VILLELA eles diziam BILHELA (Sendo que do LL é um som que eu não sei reproduzir por escrita).

Abafe, uahshuauass tava brincando:P

marcia disse...

Glitter....
My opinion
Esse blog sendo terceira pessoa ou não reflete momentos do autor também....mesmo que a criatura não esteja passando a fase "black love" vai curtir pois vai lembrar do passado distante ou do futuro que virá ou não...não tem a ver com baixo astral...concordo com os teus fãs...voce escreve BRILHANTEMENTE BEM e isso que importa ok Hanny )))
Ps: que inglês é esse?????

Dedinhos Nervosos disse...

Eu gosto de blogs que mesclam os 2tipos de textos. Aqueles "impessoais" e outros nem tanto, onde a pessoa demostra um pouco dos seus sentimentos e fases. Acho que torna o blog menos "revista", menos "profissional", sei lá. É bom saber que há gente de verdade por trás das letrinhas. E vale lembrar que nunca li nada piegas aqui. Seu blog é bacanerrimo. Um dia eu chego lá ;o)
Bjo.

Helena disse...

Bem, acho todos já deixaram bem claro que a sua resolução quanto a crítica dessa mocinha não deve ser levada adiante.
Escreva tudo. Sempre. É ótimo te ler.
E ainda confesso que mesmo nas desgraças você me faz rir... Quero ver você continuar bacanérrima agora que a vida vai ser só flores.
Bom ano querida.
bjos