10 de fev de 2008

Motivo é o que não falta

Pensei que fosse só eu. Mas conversando com minhas amigas descobri que a maioria já terminou o namoro ou simplesmente pegou bode de seu respectivo por causa de coisas tolas. Eu sou rainha de fazer isso. E quando acontece, é irreversível. Só dá para entender exemplificando e torcendo para nenhum ex-bofe ser leitor do blog. Seja o que deus quiser.
Era um namoro em ascenção. Até o dia em que ele veio me contar que comprou um tecido bem resistente e ia costurar uma bolsa. Imediatamente uma nuvenzinha de pensamento, daquelas dos gibis da Mônica, se formou ao lado da minha cabeça e, lá dentro, eu via a imagem do dito-cujo costurando. Não me pergunte o por quê, mas acabou o encanto e o namoro.
Outro: ele era demais, sensível, me adorava, idolatrava, salve, salve. Mas fazia barulho para tomar café. Sabe aquele barulhinho durante o gole? Tipo velhinha bebendo sopa? Este. Eu não consegui superar.
O outro tinha o cabelo black power. Eu achava o máximo, super estiloso. Um dia liguei para falar qualquer coisa e ele disse que estava trançando o cabelo. A nuvenzinha apareceu e eu imaginei o cabelo metade trançado, metade black power. Uma coisa meio-Bozo. Eu sei que é uma bobagem, mas aquela nuvem me acompanhou durante dias e eu nunca mais atendi o telefone quando ele ligava.
Minha amiga agora, para tirar o peso das minhas costas. Ficou com o cara, adorou, ele ligou no dia seguinte. E ela odiou a voz dele no telefone. Já era.
Agora olha isso: outra amiga, no Reveillon. Se encantou à primeira vista por um cara, conversaram, se conheceram, ficaram. Fogos de artifício para lá, champagne para cá e ela foi para o apartamento dele. Chegando lá viu umas folhas de couve pelo chão da sala (!!!) e logo descobriu que ele tinha um coelho de estimação (!!!!!!) solto no apartamento (!!!!!!!). Ponto final.
Outra, para o gran finale: minha amiga estava saindo com o cara há um tempão. Ele era todo romântico, preparou um jantarzinho na casa dele e ela acabou dormindo lá. No dia seguinte acordou felizinha, foi até o toalete e viu, embaixo da pia, um chinelo Rider azul com bolinhas massageadoras na palmilha. Desculpe, mas não existe amor que resista a isso.

17 comentários:

Luiz disse...

Garotas exigentes... na verdade acho que vocês estavam procurando motivos pra não se apegar.
Tenho uma história assim, mas acho que essa é plenamente justificável (sempre achamos que nosso ponto de vista é, risos): após uma noite de zegzo, acordo às 5 da manhã com o fone dele tocando e ele falando "oi, que saudades, você nunca mais veio aqui em casa. Aparece mais!". Nada contra boas amizades, mas... telefonemas às 5 da manhã? Demais pra mim, risos.

~Luc disse...

Huaushahusuas, concordo com o Rider! Não tem nada mais feio que aquele chinelão!

E o barulho do Café é o FIM DA PICADA!!! Eu tenho um amigo que faz barulho de velha bebendo sopa BEBENDO QUALQUER LIQUIDO!

É um terror, me irrta, mas eu não sei como falar que o barulho é horrível, auhsuhashuas, então ele continua fazendo e eu saindo de perto toda vez que ele bebe algo!

~AMEI!

Rodrigo disse...

Qdo bate esquisito e não desce redondo, fica complicado mesmo! E qtas foram as vezes que a gente tbm não fez coisas tolas e, por conta delas, não levamos um baita PÉ! Coisas da vida.
Que, só depois que passam, ficam engraçadas....
Primeira visita... e fui MUITO bem recebido. Adorei o post!

Angélica Juns disse...

Já dispensei por causa de bafo, de cabelo esquisito, da mãe do cara ser maluca, de camisas coloridas, de não saber a capital dos EUA, de se negar a comer doces (juro, td q ele comia tinha q ser salgado, só tolerava frutas), de mania de palitar os dentes...
Bem, mas o tempo passa e a gente amadurece nas escolhas e acaba tolerando muitas coisas. E claro q ñ bafo, cabelo esquisito, roupas engraçadas, burrice, restrições alimentares, hábitos e tiques nojentos, Riders, tranças, etc... Mas, a gente tolera mais um pouco.

Adoro seus textos. (fanzoca....)

Luciana disse...

Sei tb da historia de um cara que pediu pra suposta namorada umas camisas da firma dela. Tá genial esse post!!! saudades

marcia disse...

Conceitos mudam com o tempo...sapo vira príncipe e vice versa... Deus me livre das gafes que devo ter feito com vários ficantes...mas odeio bafo também....

Easy Rider disse...

Para mim, se fumar no quarto, aparecer com camisa do são paulo ou tiver cachorro em casa eu tô fora.

Re disse...

hahahahha adoro os detalhes tão pequenos de nós dois.... bjs
Re

Helena disse...

Eu quase dispensei o meu namorado, hoje quase-marido, porque ele não dorme sem tomar banho. Mesmo se já tiver tomado banho a tarde e depois disso não ter feito mais nada, é batata, ele entra no chuveiro antes de deitar na cama!!!

E o pior é que ele queria me obrigar a tomar banho no horário dele. E eu? Não suporto gente querendo mandar em mim.

Conclusão: tomo banho na hora que eu quero! E ele? Toda noite antes de dormir. E o amor? Bem, hoje adoro dormir abraçada com esse homem cheiroso.

~Luc disse...

Os comentários estão cada dia mais hilários também, auhshuashu, agora é ótimo ler os textos do blog e depois os comentários!
Eu to viciado, auhsauhs, entro umas três vezes por dia!

Borboleta disse...

adorei seus textos... mto engraçados e com conteúdo... adicionei ao meu como uma boa dica!!!! parabéns!!!!!!

felipe disse...

Adorei seu blog...o achei bacanerrimo...
Exigentes vocês não?!
Bom, se der, visite o meu blog.
www.muitoadeclarar.zip.net
bjos
Felipe

Dedinhos Nervosos disse...

Na verdade quando a gente não gosta MUITO< tudo vira um ótimo motivo para fazer uma sociedade. Um entra com o pé e o outro com a bunda hehehe

Gera disse...

uuuuuuuuhahahahahaha

para

rolando de rir

gata, entao /// vai escrever de london???? escreve nem que seja umazinha / nao abandona nao, ta?

bjus

Anônimo disse...

Vc esqueceu a história do cara que saiu do carro para abrir a porteira do sítio, e voltou com uma máscara de lobisomen pra assustar a namorada... do tipo, auuuuuuuuuuuuuuu!!!
Medo. Gata, brilha!! Já to com saudades.
Besos,
Marilu.

3du Mesa disse...

Um dia tava na agência e duas amigas suas conversavam logo após o almoço. Só se ouvia fragmentos da conversa, mas era o suficiente para irritar. "Ah...fulano é o perfeito", dizia uma. "Ah, não, mas o outro fulaninho que é tuuuuuudo." Dizia a outra. E continuavam no elogio ao homem imaginário até que eu me irritei, levantei da cadeira e chameia as duas:"Ô duas!" Elas pararam e olharam para mim. E eu: "É com vocês mesmas! Vocês podem dar uma olhada em volta? Isso, olha em volta." A criação parada assistindo o showzinho.
"Olharam? Então conformem-se que é isso que você vão ter. Um pouquinho melhor, um pouquinho pior, mas na média é isso mesmo."
No que a secretária do diretor de criação emenda: " E dêem-se por muito satisfeitas viu?"

marcia disse...

Gostei....
Aliás alguem conheçe a piada do Moça que aos 15 anos esperava o príncipe de cavalo branco aos 15 anos? Bom vou contar só o final da piada.... Aos 40 ela já ficaria muito feliz se viesse o cavalo....