7 de mai de 2008

Gente mala

De acordo com as novas regras de segurança dos aeroportos para controle de bagagens de mão, quanto mais perua ou mais metrosexual for a pessoa, mais chances ela tem de ser terrorista. Esqueça aquele preconceito tolo contra os muçulmanos barbudos e gente com pano na cabeça. Graças a estas novas regras eles tiveram uma trégua merecida. Quem está sob a mira das câmeras do circuito interno de segurança e realmente atravanca a fila do raio x é aquela patricinha com a frasqueira cheia de cremes, perfumes e maquiagens importadas: “Eu despacho, eu despacho, mas tira a mão do meu demaquilante agora”. As Drags, tadinhas, despacham o glamour, preferem vir desmontadas e passam a viagem inteira morrendo de inveja da make das aeromoças da Tam (!!!). Já os indefesos metrosexuais são obrigados a tirar o pulôver de cima dos ombros e colocá-lo numa caixa. Sentindo-se nus eles são fuzilados pelos olhares constrangedores dos funcionários da segurança. A bolsa passa pelo raio x, a mocinha olha, volta, baixa os óculos para a ponta do nariz e confere mais de perto na tela. “O que é este frasco grande na sua mochila? Creme de barbear?”. O metro, já tenso, responde: “Juro que não. Eu faço barba a laser tem 8 meses. Pode conferir”.
Mães com crianças também passam perrengue. E não é porque o pirralho fica 5 horas berrando e chutando a poltrona da frente, que para isso elas nem ligam. É pelo conteúdo das mamadeiras. Leite Ninho, Toddynho, hummm, suspeito.
Eu fui obrigada a tirar as botas e pagar o mico de mostrar minhas meias amarelas do Homer Simpson para todo mundo. Depois da sessão desapego com meus shampoos, a funcionária da companhia me alertou: se você tiver rímel na bagagem de mão, coloca num plástico para passar no raio x. Ela insistia nisso, falou várias vezes sobre o rímel. Mas por que mesmo? Será que existe uma bomba a la 007 cujo detonador é a escovinha do rímel? Será que esta bomba tem poderes de destruição altíssimos e lança estilhaços de cerdas de nylon fulminantes direto na jugular dos passageiros? Depois que o avião decola a Pati-bomba vai sorrateira retocar a make leve no banheirinho claustrofóbico e joga tudo mais pelos ares ainda num simples girar de tampa do rímel Dior (o melhor, diga-se de passagem).
Por outro lado, ninguém me tira da cabeça que o frango ao molho de gorgonzola que serviram no vôo Lisboa-São Paulo era uma arma química das mais destrutivas. Não encarei.

PS: Voltei.

7 comentários:

Anônimo disse...

Voltou para o bem da humanidade, ne gata? Terremoto em Londres nunca foi comum...
E outra coisa, isso aqui tava ficando mto chato sem vc...
Eba!! Seja bem-vinda.
besos,
Marilu.

Maria Caroline disse...

Só a dizer o que o nome de batismo já diz: bacanérrimo!!
Gosto muito dos seus pontos de vista. Ampliam os meus.

Abraço

Maria Caroline do Amenidades

P.S.: também sonho virar spam...

Ciça disse...

Que notícia boa!!
Estava sentindo falta dos textos e do seu brilho ao vivo!

bjs

marcia disse...

Oba voltou! bj

M. disse...

voltou já, guria?
quero saber de tudo!

Helena disse...

Bem vinda!
E ela insistiu no rímel porque seus cílios são lindos e parecem maquiados ;).
Que inveja de você com aquelas milhões de fotos com a Lu.
beijos Fla.

~Luc disse...

Eu demorei pra comentaaaaar, não pude entrar muito aqui semana passada, mas li E AMEI!

Então, desculpa a demora!

Huhashahsuas, eu odeio isso de ser proibido mais de CEM Mls de qualquer coisa liquida... Eu não pude levar o Renu (treco de lavar lente) por causa disso, resultado: Coloquei a lente suja, me irritando loucamente, uahshuashuahusahusas.

O povo em aeroporto é muito estranho, não o povo, mas os atendentes, se sentem fazendo um favor para nós.

Queria ter levado creme para pentear (afinal depois de 8h de vôo...) mas não deu também, só levei o colirio da lente, uahsuhasuhahuas.

Vamos protestar quanto a isso! Tem meu apoio!

E eu adoreeeeeeeei o seu regresso, espero que venha mais vezes aqui no blog, sou fã, eu já disse, haha.

Beeeeeeeijos!